Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Este post ja anda para ser escrito há algum tempo. Andei com ele no pensamento alguns dias, escrevi e apaguei várias vezes. Finalmente, ainda com mais dúvidas do que certezas, consegui acabá-lo.

Há alguns dias a nossa casa foi assaltada. Não estávamos em casa e todos os mecanismos funcionaram como deve de ser por isso foi mais a chatice do que o prejuízo! Tenho tido alguma dificuldade em digerir o que aconteceu. Não me larga a sensação de vulnerabilidade, de impunidade, de invasão de privacidade. Mas a minha dificuldade maior tem sido explicar isto aos filhos.

Por um lado temos uma filha com uma imaginação hiper fértil e uma propensão para o drama e por outro temos um filho mais novo que adora piratas, lutas e monstros mas que ás vezes se deixa levar pela imaginação e tem tendência a confundir realidade com a fantasia. Por isso também eles têm tido dificuldade em perceber toda esta situação.

Por isso, como é que eu explico? Como é que eu explico que estamos seguros? Como é que eu explico que apesar de ter dito tantas vezes que na nossa casa só entram as pessoas que nós convidamos, entraram ladrões? Como é que eu explico que não entram monstros cá em  casa? Como é que eu explico que nos aconteceu o que só costumamos ouvir falar em histórias? Como é que eu explico quando me perguntam “porque é que há pessoas más?”...

Agora é hora de arrumar tudo de volta nos lugares e regressar à nossa vida. É hora de  continuarmos a viver com segurança (tanta quanto possível), sem nos deixarmos vencer pelo medo...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


Favoritos